O café descafeinado tem os mesmo atributos do café comum? Saiba tudo sobre isso

O café descafeinado possui vários atributos para a saúde, além de ajudar a prevenir algumas doenças. Ademais, o sabor do café e aroma são os mesmos. Portanto, há diferença apenas do teor de cafeína contido na bebida. 

O que é café descafeinado? 

Cafeína é um excitante natural presente no café e em outros alimentos. Assim, para alguns, o seu excesso muda a qualidade do sono, aumenta a frequência cardíaca e eleva a pressão.

Em algumas situações na vida, a cafeína não deve ser usada com exageros, como é o caso das grávidas. Então, para evitar o consumo em excesso, criou-se cápsulas da bebida com baixo acúmulo desta substância.

O descafeinado possui pouca quantidade de cafeína em relação à bebida em comum. Nesse sentido, sua essência é de 3% do composto, isto é, tem um teor mínimo deste item na sua fórmula. 

Pontos negativos de tomar cafeína em excesso

A cafeína em doses pequenas, atua no sistema nervoso de cada um e causa a sensação de bem-estar. Desse modo, se usada em alta quantia, pode causar dor de cabeça, insônia e cansaço extremo. 

Sabe-se que em uma xícara de café pode haver de 70 mg a 140 mg de cafeína. Todavia, na opção sem a matéria, esse valor cai para 3 mg. Ou seja, uma queda drástica para quem quer evitar os efeitos adversos da substância.

Foto: Café descafeinado tem gosto e textura igual ao comum. 

Como é feito o café descafeinado?

Para retirar a taxa de 97% de cafeína, usa-se água, solvente orgânico e dióxido de carbono. Então, é feita uma mistura do café a esses itens e, depois que retira a cafeína, remove-se também, os solventes da bebida. 

Com esse método, o valor de nutrição da bebida se mantém, mesmo que o sabor fique mais suave. Ou seja, o café trará vários atributos para a saúde como fonte de energia no dia a dia para o bem-estar. 

Gás Carbônico 

É o método que usa moléculas deste gás para atrair a cafeína e, assim, tirá-la da bebida sem alterar seus compostos. Dessa maneira, há a redução da taxa, mas sem alterar os outros traços do café. 

Solvente 

Essa técnica usa acetato de etila que tem a eficácia de puxar a matéria para fora da bebida. Mas nele é preciso mais cuidado, pois se não aplicar o método de forma correta, é possível alterar o sabor e os nutrientes da bebida. 

Lavagem 

É feita a lavagem do café em água rica em extrato de cafeína. Desse modo, o composto é atraído para fora das partículas sem mudar o sabor ou o aroma da bebida.  

Quais os benefícios da diminuição da cafeína?

Assim como o café comum, a opção sem cafeína tem muitas vantagens, que incluem alívio de estresse e proteção do cérebro. Além disso, pode evitar doenças ou conter problemas severos de saúde. 

Diminui o risco de diabetes tipo 2

A bebida se mostrou ótima aliada quando o tema é redução do risco de adquirir diabetes. Portanto, seu consumo diário pode reduzir cerca de 7% do traço da doença. 

Isso acontece, pois o café descafeinado contém grandes quantias de magnésio, de cromo e de outros minerais que ajudam o corpo a usar a insulina. Dessa forma, o líquido é ótimo para regular os níveis de açúcar no sangue.

Reduz o risco de doenças no fígado

O uso contido do café tem poder de realizar função protetora no fígado. Assim, diminui as enzimas hepáticas e reduz as chances de cirrose e até de câncer.

Fortalece o sistema neurológico

Ele cria uma camada de proteção ao redor dos neurônios a fim de prevenir doenças como Alzheimer e Parkinson. Dessa maneira, a ingestão do líquido todo dia a longo prazo só tem a agregar.

Há restrição para o café descafeinado? 

Embora muitos optem pela bebida com todos os seus atributos, foi atestado que a opção com pouca cafeína contribui na melhora e prevenção de várias doenças. Nesse sentido, não há negativas para evitar a ingestão diária da bebida. 

A versão sem cafeína contém outros atributos do café como os antioxidantes naturais. Então, é possível afirmar que essa versão contém os mesmos benefícios, que são eles: 

  • Reduz o risco de diabetes;
  • Previne doenças como Parkinson e Alzheimer;
  • Ajuda a prevenir câncer;
  • Melhora insônia;
  • Ajuda a prevenir o envelhecimento precoce; 
  • Melhora a insulina.

Essa bebida previne uma série de males que lesam as pessoas ao longo da vida. Assim, é possível dizer que o café possui benefícios típicos à saúde.

Não há restrição severa do seu uso, graças à quantia reduzida de cafeína. Desse modo, qualquer indivíduo, mesmo que tenha limite de saúde, pode ingerir o líquido todos os dias. 

Outras vantagens

O descafeinado é ideal para quem tem hipertensão ou outros males. Ainda, reduz insônia, distúrbios de ansiedade, taquicardia, esofagites, gastrites, úlceras, azia, náuseas, enxaquecas, labirintites e dores de cabeça.

Foto: Café descafeinado ajuda no combate à doenças. 

O café descafeinado dá energia?

Após o contato com conceitos químicos para efetuar a retirada da cafeína, a bebida passa por mutação. No entanto, alguns atributos ficam na sua fórmula sem que haja mudança da qualidade ou, ainda, do sabor. 

Dos atributos originais do líquido, em todos as ações e métodos usados, é possível manter alguns que causam o efeito revigorante da bebida. Nesse sentido, os compostos mantidos no café sem cafeína, são: 

  • Antioxidantes; 
  • Sais minerais; 
  • Vitaminas; 
  • Aminoácidos. 

A ingestão de duas xícaras é tida como saudável por peritos e médicos. Dessa forma, essa quantia é indicada para quem tem algum problema com o uso abusivo de cafeína. 

Por esse motivo, alguns optam pela bebida sem cafeína, já que tem vantagens parecidas e o mesmo aspecto e sabor. Contudo, não possui os efeitos colaterais de doses altas do café comum. 

Café sem cafeína tem o mesmo sabor?

Ele possui aroma, textura e sabor igual ao café comum. Portanto, o que muda é apenas a quantidade de cafeína contida em cada tipo da bebida. Ainda, alguns cafés em cápsula oferecem opções com sabores e aroma especial.

O café com cafeína, em 100g, tem em média 0,8 a 2,5 g de cafeína. Já no café descafeinado, o ideal é que ele tenha no máximo 0,1 g de cafeína a cada 100g da bebida.

O crucial é provar sabores e descobrir qual a melhor opção. Além disso, a bebida sem cafeína pode ser tomada à noite sem que haja afetação do sono, ou insônia severa.

Existe algum malefício do café descafeinado? 

O café descafeinado, assim como o normal, se usado em excesso causa danos à saúde. Embora seja uma ótima opção para aqueles que não podem tomar cafeína, sua alta ingestão pode ser ruim.

Consumo deve ser moderado

Essa bebida também aumenta a acidez no estômago e facilita a volta de alimentos ao esôfago, da mesma forma que a comum. Então, sua ingestão deve ser reduzida ao longo do dia por quem sofre de gastrite, refluxo ou úlcera.

No caso de gravidez, tanto a bebida normal quanto a sem cafeína deve ser consumida de maneira segura. Assim, é sugerido que as grávidas bebam até 200 mg de cafeína por dia, o que daria de 3 a 4 xícaras de café.

É vital seguir as dicas médicas, pois o café descafeinado, apesar de ter menos cafeína, possui outros itens. Nesse sentido, há benzeno, acetato de etilo e dióxido de carbono líquido, que em excesso afetam a saúde.

Café descafeinado ajuda manter hábitos saudáveis 

O café traz várias vantagens se ingerido todos os dias ao longo de uma vida. Mas a cafeína em excesso, ao invés de ajudar na cura ou prevenção de doenças, pode, na verdade, agravar. 

Tomar café com uma dose menor de cafeína é muito saudável. Afinal, a bebida estimula o cérebro e previne doenças como diabetes, obesidade e câncer, além de auxiliar na insônia e depressão. 

Doses menores a longo prazo combatem o desgaste precoce do corpo e ainda, trazem mais energia e vigor para as tarefas diárias. Afinal, não há nada melhor do que tomar uma das cápsulas de café que oferecem sabor, aroma e uma vida longa e saudável.

Conheça a Bicafé

A Bicafé é uma empresa que vende diversas opções de café em cápsula, inclusive sem cafeína. Então, vale a pena conhecer a loja oficial e escolher os melhores sabores para acompanhar a sua rotina.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.