Café: conheça 5 curiosidades sobre a bebida ao longo de todos os anos desde que ela surgiu

O café é uma bebida com muita história e muitas curiosidades a seu respeito. Afinal, mesmo que o Brasil seja um dos maiores exportadores, não foi o primeiro. Então, tem sempre algo que as pessoas que amam uma xícara podem aprender com ele.

Curiosidades sobre café

Há muitas mentiras que se contam a respeito da bebida e poucos sabem. Mas também possui várias curiosidades a respeito dele que são muito interessantes. Por exemplo, é a segunda bebida mais conhecida e perde apenas para a água, além disso, tem:

  • Existem muitos tipos;
  • Pode ser usado para fazer farinha;
  • A definição original da palavra significa vinho.

São muitos os fatos que existem a respeito dessa bebida que é amada por muitas pessoas. Portanto, ter atenção para saber o que é mentira ou verdade é ideal para não espalhar informação errada. Por isso, saber mais sobre essa ela vale muito a pena para alguns.

Foto: O café é uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo

1- O café exportado não é o melhor

Muito se fala que a melhor bebida é a que vem da exportação. Mas isso não é verdade, apenas o Brasil que não se importava com a qualidade há muito tempo. Dessa forma, por conta do jeito em que se peneirava deixava apenas os resíduos dele.

A ideia dos tempos antigos é que a bebida era apenas medicinal. Então, o objetivo no seu consumo era apenas para apresentar alguma melhora na saúde. Por isso, quando chegava aos consumidores do Brasil, ele era muito mais amargo do que nos dias atuais.

Mudanças

Por conta desse lado mais amargo, as pessoas passaram a colocar açúcar. No entanto, o hábito de ficar apenas com os resíduos mudou muito com o passar do tempo. Portanto, a qualidade  melhorou e as marcas conseguem garantir o sabor.

Vale citar que a ele também era vista como uma moeda de troca para o mercado exterior. Por conta desse motivo, ele não era tão valorizado dentro do Brasil quanto é nos dias atuais. Por fim, dá para dizer que hoje em dia, a qualidade se mantém no país também.

2. Café pode ser guardado na geladeira?

Dizer que a geladeira é o melhor local para guardar a bebida não está errado. Mas esse ato pode gerar uma grande alteração na qualidade depois. Então, a forma que vai usar na hora de armazenar um pacote, por exemplo, pode trazer problemas como:

  • Provoca umidade;
  • Traz oxidação;
  • Muda o sabor por conta de outros alimentos.

Um alimento com um cheiro forte como a cebola, pode alterar o sabor dele. Isso porque ele é capaz de absorver esse cheiro e depois passá-lo para a bebida. Além disso, a geladeira não é o melhor local para pôr o café especial.

Como guardar

Ao precisar colocar a bebida na geladeira pode-se pôr o seu pacote dentro de um pote. Mas ainda ocorre o risco de acelerar a oxidação e causar umidade. No entanto, se torna uma opção muito melhor do que apenas deixá-lo solto na prateleira.

É normal que os que tenham mais qualidade, não precisem desse cuidado. Afinal, a embalagem já é capaz de proteger ao máximo por ter um material resistente. Por fim, algumas até têm válvulas que tiram o oxigênio para fazer a preservação do conteúdo.

3. Ferver o café na água

Há quem acha que a prática se torna errada por conta do café especial. Mas esse hábito é apenas mais uma das maneiras de fazer a bebida para tomar. Por exemplo, o turco é feito dessa mesma forma, no entanto, a prática não traz melhorias ao sabor como pensam.

4. Café foi identificado no Norte da África

Por mais que o Brasil seja um dos maiores produtores da bebida, não chegou nele primeiro. Assim, o fruto foi achado dentro do Norte da África e depois se apresentou ao Oriente Médio. Portanto, existem duas plantas que dão origem ao mais tradicional:

  • Arábica;
  • Conilon.

Quando as plantas foram achadas, levaram mudas para o Iêmen, no Oriente Médio. Dessa forma, ele passou a ser muito consumido por todos os países de lá. No entanto, precisaram reduzir a quantidade por conta de seus enormes efeitos para estimular as pessoas.

Saiba mais

A primeira cafeteria do mundo surgiu no ano de 1475 em Meca. Ou seja, uma cidade muito sagrada para os muçulmanos, dentro da Arabia Saudita. Além disso, tinha alguns polos de comercialização por dentro de algumas cidades do Cairo, no Egito.

Damasco, na Síria, e Istambul, na Turquia, também faziam parte dos locais de venda do grão. Mais tarde, acredita-se que estreou na Europa por conta do principal mercado de especiarias. Dessa forma, entende-se que as vendas começaram em Veneza, na Itália.

Foto: O café tem várias formas de preparo, tipos e até mesmo dá para decorá-lo

5. Tipos de café

Existem em torno de 124 tipos diferentes e cada um tem suas próprias características. Por isso, acaba por se tornar uma questão de gosto de cada consumidor. O resultado a respeito do aroma e do sabor, pode variar por conta dos processos e o mais produzidos são:

No ano de 2019, apresentavam em torno de 70% e 30% de produção, apenas no Brasil. Além disso, o sistema para fazê-lo, é composto de mais de 14 passos diferentes. Portanto, é uma grande variedade de combinações com diferentes tipos de receitas e bebidas.

Arábica

Há quem diga que apenas o arábica é bom e isso tem até um pouco de verdade. Ele ficou conhecido por conta de sua imensa qualidade nos frutos. Mas também por conta de seus atributos, como o sabor doce, junto com a acidez e o corpo.

Dizer que ele é o melhor não significa que isso seja uma verdade total. Afinal, caso ele não seja colhido com o máximo de cuidado, não adianta. Por isso, o que conta é o quanto a bebida vai ter qualidade quando chegar aos consumidores mais tarde.

Outras curiosidades sobre café

Há muitas pessoas que dizem que a bebida faz  bem para a saúde. Por exemplo, ela é rica em antioxidantes que impedem que as células do corpo sejam afetadas. Portanto, evita que apareçam algum tipo de problema com:

  • Toxinas;
  • Substâncias químicas;
  • Inflamações.

Um estudo feito por uma revista acadêmica, conhecida como Annals of Internal Medicine, informa sobre o consumo. Assim, diz-se que tomar em torno de três xícaras da bebida, pode reduzir os riscos de morte. Até mesmo em casos que são de problemas cardíacos.

Estudo

Cerca de mais de 500 mil pessoas receberam acompanhamento para fazer os dados do estudo. Dessa forma, isso foi feito em cerca de dez países europeus, com uma duração de 16 anos. Além disso, ficou claro que a bebida pode evitar diabetes tipo 2 e Alzheimer.

Pelo fato da bebida ser vista como um estimulante, mesmo que faça bem, deve ter limites.A  cafeína pode causar algum problema quando ela tem um consumo excessivo. Ainda mais quando se trata de grávidas, que precisam ingerir bem menos. 

Formas de preparo de café

Outra curiosidade é que tem muitas formas de preparar a bebida. Isso conta até mesmo em cada país em que ele é servido. Por exemplo, na França, serve-se junto de chicória para que possam consumir e ainda tem:

  • Japão: gelado;
  • Itália: pode conter tiras de limão;
  • Suíça: batizado com Kirsch.

Quando ao Oriente Médio e na África, ele  pode ser servido com algumas pitadas de canela. Além disso, pode incluir pedaços de alho e até mesmo de gengibre. Na Grécia, usam um copo de água gelada para acompanhar a bebida na hora de tomar.

Cursos

Tem pessoas que se especializam em café por meio de um curso. Assim, eles se tornam baristas que possuem muito conhecimento sobre o tipo de bebida. Então, eles aprendem tudo sobre a forma de preparar cada um desses tipos diferentes.

Apenas a produção não é o foco para se tornar um barista, há mais a aprender. Dessa forma, eles podem se tornar técnicos sobre torrefação, bem como em temperatura da água. Portanto, é uma profissão que precisa ter muito esforço para saber o máximo possível.

Existe um museu do café

O Museu é conhecido por falar sobre toda a trajetória a respeito da bebida. Então, conta sobre o que acontece no Brasil e também em todo o mundo. A exposição mostra detalhes desde o momento do plantio até quando passa pelo mercado e em diante.

Possui muitas curiosidades a respeito da bebida e fica localizado no Brasil. Assim, o edifício conta com uma arquitetura bem única, com muita riqueza de detalhes. Dá para achar o museu na cidade de São Paulo, em Santos.

Livros

A quem gosta de leitura, saiba que também tem livros sobre café. Portanto, se torna mais uma forma de conhecer mais e descobrir outras curiosidades. Por isso, uma rápida pesquisa já traz vários títulos para aproveitar e aprender mais.

Conhecer mais sobre a bebida

Saber um pouco mais sobre a bebida faz com que ela se torne muito melhor. Assim, pode trazer a chance de querer saber mais sobre o seu modo de preparo. Ou até mesmo trazer a vontade para experimentar novos sabores depois de saber que eles existem.

Conheça a Bicafé

A Bicafé é uma empresa que pode contribuir com esse desejo para experimentar novos sabores. Ela vende café em cápsula que podem agradar os mais diversos paladares, portanto, conheça a loja e escolha o que mais o atrai.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.