Café doce

Café doce ou amargo: o que o brasileiro prefere?

O brasileiro só inicia bem o seu dia com uma xícara de café doce ou amargo, pois tudo fica melhor com a bebida. Porém, as duas opções se destacam entre a preferência das pessoas, afinal há quem goste sem e com açúcar. Afinal, o diferente está nos grãos de café.

O que deixa o café doce ou amargo?

Pessoa servindo café de garrafa em xícara transparente sobre bandeja
Há várias formas para diferenciar o café doce e o amargo. Imagem de Pratik Gupta no Pexels.

Basicamente, há um tipo de café diferente para cada um dos fins comerciais. Por isso, cada um deles possui características que podem influenciar o sabor e a textura da bebida. Entre eles, há o tipo arábica, que é mais suave e com sabores mais intensos. Bem como, há o tipo robusta, que é um sabor mais amargo e contém poucas variações. Além disso, há diversos tipos de grãos, entre maiores e maduros, e menores e verdes.

Outros fatores naturais, como o local do cultivo, clima, solo e a plantação influenciam de forma direta nas características dos grãos. Assim, as bebidas com melhor qualidade são feitas com grãos maduros e colhidos diretamente do pé, em locais frescos sem umidade. Portanto, os grãos coletados no chão, em lugares úmidos e fechados, costumam produzir as bebidas mais amargas.

Torrefação

A torrefação é um dos fatores que influenciam no sabor, no aroma e na textura do café. Portanto, há vários processos que vão expor o grão ao calor e em diversos pontos de torra. Com isso, é possível destacar que existem dois tipos diferentes, a torra clara resulta em uma bebida mais ácida e com um sabor mais suave. No entanto, a torra escura gera um líquido menos ácido e com um gosto mais amargo.

Dicas para deixar o café mais doce sem açúcar

Mulher barista em cafeteria rústica preparando bebida
O modo de preparo influencia o sabor do café doce sem açúcar. Imagem de Quang Nguyen Vinh no Pexels.

É importante destacar que um café de qualidade não precisa de açúcar, pois mantém a doçura natural do grão. Porém, é possível deixar o café doce sem acrescentar açúcar na bebida, além de ser uma forma de apreciar melhor o seu sabor e aroma. Afinal, o amargor excessivo na bebida pode significar um café que não tem uma boa qualidade para ser considerado especial. Confira algumas dicas para apreciar o gosto de um bom café.

  • Compre café de qualidade;
  • Olhe a descrição de sabor e as datas;
  • Tempo de preparo mais lento;
  • Forma de preparo;
  • Moagem dos grãos;
  • Quantidade de café.

O café forte possui um sabor amargo natural, mas é preciso sentir o gosto na medida certa. Ou seja, é necessário tornar a bebida com um sabor agradável ao paladar, por permitir uma melhor experiência aos usuários. Primeiro, é fundamental escolher um café com maior qualidade, pois é um fator que influencia de forma direta no gosto da bebida. Além disso, é importante observar os detalhes no rótulo, para saber mais informações sobre o produto.

Benefícios do café sem açúcar

O hábito de tomar café sem açúcar pode trazer uma série de benefícios para a sua saúde. Afinal, pode ajudar a se livrar de alguns problemas como obesidade, diabetes e outros relacionados. O consumo do café com maior qualidade aumenta a sua disposição e concentração, além de diminuir a fome e ajudar a emagrecer. Entretanto, sentir o sabor original do café é essencial para uma experiência sensorial do seu paladar.

Já ouviu falar sobre o Café Jacu?

Como visto, é essencial saber sobre como deixar o café doce sem a adição de açúcar, porém saiba que existe o Café Jacu, um dos mais exóticos do mundo. Esse café, também é conhecido como cafezes, pois é colhido a partir das fezes do Jacu, uma ave silvestre das florestas nas Américas. Dessa forma, a ave ingere frutos do café e deixa o grão intacto, que será higienizado, torrado para a venda. Confira algumas curiosidade dessa bebidas única:

  • O Jacu não é criado em cativeiro;
  • A ave só come frutos maduros;
  • Os produtores colhem os cafés das árvores;
  • O Jacu tem uma digestão rápida;
  • Não é um café sujo ou de baixa qualidade;
  • São os mais caros do mercado.

Por ser um dos cafés mais exóticos e raros do mundo, o seu valor de mercado costuma ser bem alto. Porém, é possível sentir o aroma de frutas como amora, morango e cereja, além de uma doçura intensa, acidez cítrica e corpo cremoso. É importante destacar que os grãos do café são limpos e a alta temperatura da torra vai garantir uma maior segurança alimentar por meio do processo natural.

Frutos maduros

Sem dúvidas, um dos melhores produtores de café está no processo do Café Jacu, por causa dos frutos maduros. Afinal, a ave já sabe o que é um grão de qualidade e escolhe os melhores frutos disponíveis para se alimentar. Nesse sentido, é importante lembrar que um café especial tem a ver com o fruto maduro, pois garante produtos com uma maior qualidade no mercado.

Afinal é melhor um café doce ou amargo?

Sem dúvidas, os especialistas afirmam que a opção mais saborosa e saudável é o café sem açúcar e livre de qualquer outra mistura. Dessa forma, é possível intensificar melhor o seu paladar para sentir o gosto de vários sabores diferentes. 

Mas, para ingerir um café doce é importante investir na qualidade do produto, sem ingerir açúcar, enquanto o sabor amargo precisa ser o mais leve e natural possível. Siga as dicas acima e não deixe de adicionar as cápsulas de café da Bicafé para um início de dia mais saboroso.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.