café americano

Café americano: a origem da bebida e suas principais características

Saiba tudo sobre o popular café americano, conheça as três versões sobre a sua origem e entenda como é o consumo desta famosa bebida nos EUA. Aliás, este país é hoje o maior consumidor em todo o mundo, segundo a Organização Internacional do Café (OIC).

Você sabe o que é um café americano?

O Americano ou café americano é um estilo de bebida em que o seu preparo envolve o acréscimo de água quente no café. A sua intensidade, então, varia com a proporção entre esses dois elementos, já que alguns adicionam um maior ou menor volume de água. 

As histórias de origem da bebida

Uma das versões afirma que as tropas americanas colocavam água em seus expressos, pois achavam os cafés italianos muito intensos. Então, a ideia era tornar a bebida mais leve e menos intensa.

Outra história de origem relata que o Americano, de fato, surgiu no período da Segunda Guerra Mundial. Assim, os soldados dos EUA adicionavam água em seus cafés, a fim de que eles “rendessem” mais. 

Essa, aliás, era uma ação necessária, já que naquela época o acesso a essa bebida era mais difícil, portanto, bem diferente de como é hoje em dia.

Já a terceira história de origem desse café é uma referência aos ingleses e seu hábito de tomar chá. Vale adicionar aqui que a Inglaterra colonizou as terras americanas. 

O Americano, portanto, pode ser uma alusão a esse passado, ainda mais que a bebida é preparada com uma generosa adição de água, ou seja, quase um “chafé”.

a imagem ilustra sobre o tema café americano
O café americano é conhecido por ser uma bebida com sabor menos intenso e mais suave. Imagem de NON no Unsplash

EUA é o maior consumidor de café do mundo

A paixão por café nos EUA não terminou com a guerra. Na verdade, isso só aumentou e o país ocupa, ano após ano, o primeiro lugar como o maior consumidor dessa bebida em todo o mundo. 

Segundo a National Coffee Data Trends, 7 em cada 10 americanos bebem café semanalmente. Além disso, quase 50% dos apaixonados pela bebida preferem ingeri-la em:

  • lojas;
  • restaurantes;
  • cafeterias;
  • padarias.

Muitos americanos também dão preferência aos cafés especiais. Ou seja, grãos de excelência com uma alta pontuação em critérios como acidez, aroma, sabor, doçura, equilíbrio e diversos outros atributos.

Como se prepara um café americano?

O café americano é feito apenas com os grãos já moídos e água quente. A proporção não é exata, depende da preferência de cada amante da bebida. Mas, em geral, as medidas são as seguintes:

  • 1:2, ou seja, uma medida de café para duas de água quente;
  • 1:1, uma dose de café para uma de água.

A proporção, então, tem essas variações com a intensidade com a qual você prefere consumir a bebida. Dessa forma, quem gosta de algo mais suave, a adição de água deve ser maior.

Isso, aliás, não quer dizer que o Americano tenha menos cafeína do que os demais. Esse elemento é hidrossolúvel, ou seja, se dissolve em água e esse tipo de café tem uma grande concentração disso.

A torra e a moagem do Americano 

Sabe-se que a torra e a moagem são etapas essenciais que têm grande peso na qualidade do café e com o Americano isso não muda. Então, pode-se afirmar que a bebida fica mais forte ou mais suave de acordo com:

  • quantidade de café expresso;
  • da torrefação e da qualidade do grão;
  • volume de água adicionado.

Uma bebida mais forte e amarga, por exemplo, requer uma torra mais intensa. Nesse sentido, para quem prefere um café mais suave, o segredo aqui é colocar mais água durante o preparo.

Os americanos, em geral, gostam de uma torra mais clara e com tom de achocolatado. Isso porque, as torrefações mais escuras geram bebidas mais amargas e menos suaves. 

Vale adicionar ainda que eles têm o costume de moer os grãos na hora, algo que também influencia no resultado final do café e na experiência de consumo.

a imagem ilsutra sobre café americano
O café americano possui variações com acompanhamentos como mel e marshmallow. Imagem de Tom Chen no Unsplash

Há distinções entre o café americano e o brasileiro?

A principal distinção entre o café americano e o brasileiro são as proporções usadas durante os seus preparos. Este primeiro, então, pode equilibrar a dosagem de água e expresso de forma igual ou adicionar duas medidas de água quente.

Já o do Brasil, após a moagem dos grãos, pode-se utilizar 7 gramas de café agora em pó a cada 100 ml de água. O Selecção da Bicafé, por exemplo, é um café em grão com baixa acidez, um blend especial para um expresso perfeito.

Há ainda outras opções como o Las Vegas, que é bastante leve e aromático. Já o Black Label, por outro lado, surpreende por ser uma bebida mais encorpada e que traz texturas mais intensas de:

  • especiarias;
  • caramelo;
  • chocolate preto e branco.

Quais são as variações de café americano?

Uma das principais variações de café americano é o gelado. Ele, aliás, é feito da mesma maneira que a sua versão tradicional, no entanto, você não vai usar água quente, mas sim fria.

Para ficar ainda mais refrescante, alguns amantes da bebida acrescentam cubos de gelo. Sem dúvida, essa é uma ótima pedida para o verão. Além disso, há também quem prefira um bom Americano com marshmallow

Outra possibilidade é o cafezinho americano com mel. Desse modo, basta preparar:

  • 65 ml de expresso;
  • adicionar o mesmo volume de água quente.

Agora é só colocar uma colher de sopa de mel e apreciar essa bebida ao máximo. Diante disso, fica claro que não faltam opções para um Americano saboroso.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.