Café Expresso, uma paixão diária e saudável

O café expresso foi elaborado na Itália há mais de um século. Então, essa bebida é extraída de uma máquina a partir da pressão. Atualmente, com equipamentos mais modernos e automáticos, é possível fazer na própria casa e apreciar.

Ele possui características e aromas únicos. Além disso, é bastante encorpado. Então, se você é um grande apreciador dessa bebida, acompanhe esse artigo. A fim de saber mais sobre ela.

Conheça a história do café expresso e porque ele tem esse nome. Também fique por dentro do seu segredo e suas características. Por exemplo, se ele possui mais cafeína do que os outros. Enfim, veja a seguir.

Café forte e cheio de vigor

O método de fazer um expresso é o que o diferencia. Pois, a água pressurizada atinge o pó de café sob uma pressão muito forte. Portanto, devido a isso, é que o melhor desta bebida fica em evidência. Ou seja, os aromas e texturas.

Por isso, os apaixonados por essa bebida adoram café expresso. Porque há uma alta concentração de sabores. Além disso, o tempo certo também é fundamental para a qualidade da bebida: 28 segundos.

O expresso é o café que mais mantém as características próprias dos grãos. Aliás, de forma harmoniosa e balanceada, como:

  • Aroma;
  • Acidez;
  • Doçura;
  • Amargo.

Esse tipo de café diverge bastante daquele coado, mais comum nas residências. Pois, o primeiro utiliza alta pressão, o que potencializa seu sabor. Também leva em conta:

  • A torra do grão de café (clara, média ou escura);
  • Moagem dos grãos (extra fina, fina, média ou grossa);
  • Pureza da água;
  • Quantidade de pó.

Café expresso: cafeína e crema

Muitos acreditam que esse café possui mais cafeína do que os demais. Contudo, isso não é verdade. Inclusive, é o oposto.

Uma xícara de expresso contém entre 90 mg a 200 mg de cafeína. Por outro lado, uma xícara de café coado, possui entre 150 mg e 300 mg. Mas, o primeiro tem uma espuma característica denominada crema.

Ela é uma camada de 2 a 4 mm sobre a bebida. Dessa forma, é obtida por meio do processo de preparo do café. A partir das bolhas de gás da torra dos grãos. Além disso, ela é importante para manter a bebida quente por mais tempo.

E também é responsável por preservar seu aroma. Segundo especialistas no assunto, uma crema ideal deve ter coloração avelã e caramelo. Aliás, deve ser lisa e encorpada também.

Os requisitos para um expresso perfeito

A qualidade dos grãos é um dos fatores mais decisivos para um café único. Vale ressaltar que o café expresso revela todas as características presentes nos mesmos.

Portanto, toda qualidade é exaltada e todo defeito é evidenciado. Ou seja, tudo se reflete no sabor da bebida. Além disso, também deve-se considerar:

  • Frescor dos grãos;
  • A torra;
  • E sua moagem.

A torra do café que proporciona aroma e sabor distintos é a média escura. Desse modo, o café fica mais denso e menos ácido.

Uma sugestão é fazer a moagem pouco antes de preparar a bebida. Assim, o frescor fica mais conservado.

Já a granulometria é seguida por cada máquina de café expresso. Entretanto, alguns profissionais afirmam que a extra fina torna a bebida bastante amarga. Por outro lado, muito grossa pode resultar numa bebida mais fraca.

A qualidade da água também é fundamental no processo de preparo. Por isso, opte por água filtrada. Além disso, que não contenham a presença de metais pesados.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.