Plantação de café: conheça todas as suas etapas

Veja aqui o passo a passo de todos os processos de uma plantação de café. O Brasil é o maior produtor mundial desse grão, além disso, é um dos seus principais consumidores, em especial, a região Sudeste do país.

Note que o café sempre esteve atrelado a história e a cultura brasileira. Portanto, caso você tenha curiosidade em saber tudo em relação ao seu cultivo e à colheita, continue lendo.

Como se inicia uma plantação de café?

Para iniciar uma plantação de café é preciso planejar e entender todas as etapas que envolvem um cafezal. Assim, deve-se saber sobre topografia, clima, solo, espécies de café e outros detalhes sobre o cultivo. As principais são:

  • escolha do terreno;
  • tipo de grão;
  • preparação do solo;
  • plantio;
  • irrigação;
  • colheita;
  • secagem.

Apesar de parecer simples, esse processo é bem complexo e envolve muito tempo. Afinal, há uma época do ano mais adequada para plantar as mudas. Além disso, ter um cafezal não é barato e necessita de mão de obra.

Muitas das etapas se repetem ao longo do crescimento dos cafeeiros que precisam de cuidado e manutenção periódicos. Ao longo desse texto, você conhecerá os detalhes da produção de café.

Como escolher o terreno para plantação de café?

Para escolher o terreno da plantação de café observa-se a topografia, o clima e as condições do solo. Como o café tem origem em climas tropicais, há uma certa facilidade de cultivar a planta no Brasil, afinal, o país é um dos maiores produtores no mundo.

Isso, entretanto, não significa que o cafezal ficará bem em qualquer lugar, por isso, existe a preocupação com a posição do terreno em relação ao sol, com as temperaturas da região e também com o preparo e adubação do solo.

Topografia

Apesar de existirem plantações no país que estão localizadas nas montanhas, sem dúvida, o melhor para o desenvolvimento do café é cultivá-lo em terrenos mais planos. Pois, assim facilita:

  • mecanização;
  • controle da erosão;
  • proteção do solo; 
  • a redução de gastos com trabalhadores.
Plantação de café: conheça todas as suas etapas
A preparação da área é parte essencial da plantação de café. Foto de PROJETO CAFÉ GATO-MOURISCO no site Unsplash

O clima e solo ideais para uma plantação de café

É preciso considerar certas características na hora de plantar os grãos de café. Dessa forma, ele precisa ter uma profundidade mínima de 1 metro, além disso, possuir uma boa drenagem e não ser pedregoso ou muito arenoso.

Já sobre o clima, a temperatura deve ficar entre 18°C e 23°C para o cultivo do café. Por outro lado, em relação à chuva, o melhor é que fique entre 1200 mm a 1500 mm bem distribuídos ao longo do ano.

Preparação do solo

A preparação do solo é uma parte essencial para o sucesso do plantio de café. Essa etapa inclui alguns passos que podemos definir como:

  • limpeza da área;
  • análise da terra;
  • calagem;
  • gessagem;
  • marcação.

O primeiro passo é a limpeza do local, com a retirada de plantas e raízes do solo. Em seguida, vem a análise do terreno que busca entender as condições da área para planejar a sua adubação.

Depois acontecem a calagem e a gessagem, que são passos da adubação. Assim, aplica-se calcário e gesso agrícola, a fim de corrigir o solo nas camadas mais superficiais e também levar alguns nutrientes as mais profundas.

Por fim, acontece a marcação do cafezal, logo, se define onde irá plantar as mudas e os espaços entre os cafeeiros. Cada um desses passos é essencial para que a plantação possa se desenvolver bem.

Quais são os tipos de grãos mais comuns em uma plantação de café?

Os tipos mais comuns de grãos em uma plantação de café são Arábica, Conilon e Bourbon. No entanto, ainda há outros, cada um com suas características, assim são eles o Catuaí, Icatu, Acaiá e Mundo Novo.

Como escolher uma espécie para a plantação de café?

A escolha da espécie pode envolver muitas variáveis como demandas de mercado, condições ideais para cada tipo, custo, entre outros. Há uma centena de espécies e o produtor escolhe de acordo com seus interesses.

Hoje, as espécies mais plantadas e consumidas no mundo são do tipo arábica, mas o grão conilon também é muito utilizado. Alguns aspectos das plantas são cruciais para a escolha, como:

  • adaptação ao clima;
  • resistência às pragas;
  • porte e arquitetura da planta;
  • qualidade da bebida.

Muitos produtores cafeeiros que buscam produzir e vender café especial ou gourmet vão olhar para as espécies que oferecem bebidas com sabores e aromas diferentes dos cafés convencionais.

Plantação de café: conheça todas as suas etapas
O café é uma fruta. Foto de PROJETO CAFÉ GATO-MOURISCO no site Unsplash

Como é o cultivo em uma plantação de café?

O primeiro passo do cultivo na plantação de café é separar a terra fértil, isso pode ser feito de modo manual ou de forma mecânica, tirada da cova para misturar com o adubo.

Depois as sementes são plantadas em períodos chuvosos com duas ou três sementes dentro de cada cova. Em seguida, elas devem ser cobertas com duas camadas de terra.

No final, os grãos plantados são irrigados, a fim de acelerar a sua germinação. Também existe a possibilidade de comprar mudas de café em viveiros para acelerar a produção.

Alternativas de cultivo para o cafezal

Existem alguns tipos de cultivo que se pode aplicar no cafezal. Essas alternativas são usadas em fazendas que buscam aproveitar mais o espaço de plantio e também pelas que buscam alternativas ecológicas.

A primeira é a cultura intercalar, que utiliza os espaços entre os cafeeiros para o cultivo de outras plantas como:

  • arroz;
  • feijão;
  • inhame.

Esse tipo de cultivo é muito usado na agricultura familiar, pois aproveita mais o espaço, conserva o solo, pode ser usado para proteger do vento, além de incorporar nitrogênio no solo. Mas, pode trazer pragas e gerar competição por água e luz.

Outro alternativa é a arborização do cafezal, muito usada em cultivos mais ecológicos e também em áreas que não possuem condições tão ideais para a agricultura cafeeira.

Assim os cafeeiros são plantados em áreas sombreadas de forma controlada, criando um ambiente mais ameno, no entanto, isso também torna o cultivo mais lento.

Plantação de café: conheça todas as suas etapas
O grão de café pode ser importado ou vendido no mercado nacional. Foto de Michael Burrows no site Pexels

Como é a colheita em uma plantação de café?

Agora é o momento de colher o grão na plantação de café. Aliás, para isso há três maneiras: manual, semimecanizada e mecanizada.

Na primeira, ela é feita por trabalhadores. No entanto, eles precisam tomar cuidado para não quebrar ou danificar os ramos das plantas, já que isso pode prejudicar a próxima safra.

Já na semimecanizada, o processo conta com a ajuda de um equipamento, a chamada derriçadora. Assim, os catadores balançam os cafeeiros e os frutos maduros caem em telas ou panos colocados no chão.

Por último, a mecanizada se utiliza de máquinas agrícolas para colher o café sem prejudicar as plantas e de forma mais rápida.

Quais são os tipos de processamentos em uma plantação de café?

Depois da colheita na plantação de café, o grão pode ser processado de 4 formas diferentes. Dessa maneira, a primeira delas é a natural, onde eles são expostos ao sol e são revirados para ficarem igualmente secos.

Outra opção é eles serem lavados e em seguida, levados para a secagem. Por outro lado, a terceira alternativa envolve o seu descascamento em uma prensa.

Por último, os grãos podem ser despolpados. Em outras palavras, ficar em piscinas de água entre 1 ou 2 dias, onde ocorre a fermentação e retirada da mucilagem.

Para onde vão os grãos secos da plantação de café?

Os grãos da plantação de café, após secos, podem ter vários destinos. Muitos cafezais trabalham com a importação do grão, enquanto outros fornecem apenas para o mercado nacional.

É comum também que as fábricas de café tenham sua própria plantação, o que garante uma melhor seleção dos grãos para dar origem aos seus produtos.

Após passar pela secagem, então, o café em grãos segue para a armazenagem, onde é ensacado e depois vai para a indústria.

Esses grãos dão origem ao café que bebemos, mas além da indústria de alimentos, ele também é muito popular na indústria cosmética e está presente nos cuidados com a pele e cabelos.

Como a indústria faz o café que bebemos?

Os fabricantes de café recebem os grãos que já vem secos da plantação. Lá eles passam por mais uma limpeza e seleção, a fim de que o produto final mantenha a qualidade e o sabor.

Após isso, os grãos vão para a torragem, a fase onde os sabores e os aromas do café surgem. Assim, cada tipo de café passa por um tempo de torra diferente. Outra coisa que influencia o sabor é a mistura de diferentes grãos.

Nesse ponto, a marca que vende café em grão, já faz a embalagem do item torrado. Para obter o pó, eles passam pela moagem e seguem para a embalagem, seja em pacotes ou em cápsulas.

Plantação de café: conheça todas as suas etapas
O café tem um grande caminho desde a plantação de café até chegar a nossa mesa – Foto de Anshu A no site Unsplash

O que se faz com o fruto da plantação de café?

Agora que conhece as etapas da plantação de café, o fruto resultado de tanto esforço pode ter uso diversos, tanto na arte quanto na culinária. Veja alguns dos principais a seguir:

  • fazer bebidas;
  • em receitas, em especial, molhos;
  • como esfoliante;
  • fertilizante de plantas;
  • para absorver odores;
  • tingir tecidos;
  • pintar.

Conheça as cápsulas da Bicafé

A Bicafé é uma multinacional que produz cápsulas de café compatíveis com as melhores máquinas do mercado. São várias opções de bebidas para máquinas da NespressoⓇ, Dolce GustoⓇ e Delta QⓇ.

Para os apreciadores mais exigentes de café, aliás, a marca traz uma seleção dos melhores cafés em suas cápsulas gourmet e especiais. Mas, os que curtem lattes, por outro lado, também vão encontrar cappuccinos e outras bebidas com leite cremosas e saborosas.

Como você viu ao longo do texto, existe todo um processo na plantação de café. Por exemplo, desde a escolha do solo até a colheita. Então, aproveite que agora você sabe mais a respeito e tome um cafezinho em cápsula da Bicafé.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.