Plantação de café: conheça todas as suas etapas

Veja aqui o passo a passo de todos os processos de uma plantação de café. O Brasil é o maior produtor mundial desse grão, além disso, é um dos seus principais consumidores.

Em especial, a região Sudeste do país. Assim, ele sempre esteve atrelado a história e cultura brasileira. Portanto, caso você tenha curiosidade em saber tudo em relação ao seu cultivo e à colheita, continue lendo.

Topografia

Apesar de existirem plantações no país que estão localizadas nas montanhas, sem dúvida, o melhor para o desenvolvimento do café é cultivá-lo em terrenos mais planos. Pois, assim facilita:

  • A mecanização;
  • Controle da erosão;
  • Proteção do solo; 
  • Bem como, a redução de gastos com trabalhadores.

O clima e solo ideais para uma plantação de café

É preciso considerar certas características na hora de plantar os grãos de café. Dessa forma, ele precisa ter uma profundidade mínima de 1 metro, além disso, possuir uma boa drenagem e não ser pedregoso ou muito arenoso.

Já sobre o clima, a temperatura deve ficar entre 18°C e 23°C para o cultivo do café. Por outro lado, em relação à chuva o melhor é que fique entre 1200 mm a 1500 mm bem distribuídos ao longo do ano.

A escolha dos grãos

Existem sete opções, cada um com suas características, assim são eles:

  • Arábica;
  • Conilon;
  • Bourbon;
  • Catuaí;
  • Icatu;
  • Acaiá;
  • Mundo Novo.

Como é feito o cultivo em uma plantação de café

O primeiro passo é separar a terra fértil, isso pode ser feito de modo manual ou de forma mecânica, tirada da cova para misturar com o adubo.

Depois as sementes são plantadas em períodos chuvosos com duas ou três sementes dentro de cada cova. Em seguida, elas devem ser cobertas com duas camadas de terra.

No final, os grãos plantados são irrigados, a fim de acelerar a sua germinação. Também existe a possibilidade de comprar mudas de café em viveiros para acelerar a produção.

Saiba como é a colheita em uma plantação de café

Após um certo tempo, é o momento de colher o café. Aliás, para isso há três maneiras: manual, semimecanizada e mecanizada.

Na primeira, ela é feita por trabalhadores. No entanto, eles precisam tomar cuidado para não quebrar ou danificar os ramos das plantas, já que isso pode prejudicar a próxima safra.

Já na semimecanizada, o processo é realizado com a ajuda de um equipamento, a chamada derriçadora. Assim, os catadores balançam os cafeeiros e os frutos maduros caem em telas ou panos colocados no chão.

Por último, a mecanizada se utiliza de máquinas agrícolas para colher o café sem prejudicar as plantas e de forma mais rápida.

Tipos de processamento em uma plantação de café

Depois da colheita, o grão pode ser processado de 4 formas diferentes. Dessa maneira, a primeira delas é a natural, onde eles são expostos ao sol e são revirados para ficarem igualmente secos.

Outra opção, é eles serem lavados e em seguida, levados para a secagem. Por outro lado, a terceira alternativa envolve o seu descascamento em uma prensa.

Por último, os grãos podem ser despolpados. Em outras palavras, ficar em piscinas de água entre 1 ou 2 dias, onde ocorre a fermentação e retirada da mucilagem.

O que pode ser feito com o café?

Ele tem muitas utilidades, confira algumas a seguir:

  • Fazer bebidas;
  • Em receitas, em especial, molhos;
  • Como esfoliante;
  • Fertilizante de plantas;
  • Absorver odores;
  • Tingir tecidos;
  • Pintar.

Como você viu ao longo do texto, existe todo um processo para ser seguido na plantação de café. Por exemplo, desde a escolha do solo até a colheita. Aproveite que agora você sabe mais a respeito e tome um cafezinho em cápsula da Bicafé.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.