café Conilon

Tudo sobre o café Conilon

O café Conilon é uma variedade da planta que produz grãos cafeeiros. Então, saiba quais são as suas características, como é o seu plantio e sabor. Ainda, entenda o que difere ele dos outros tipos de produtos.

Saiba o que é o café Conilon

Existem duas principais espécies na natureza e elas geram bebidas com pontos bem diferentes. A Arábica produz tipos de grãos como o Kopi Luwak, Geisha, Catuaí e Bourbon. Aliás, alguns desses tipos são os mais caros do mundo. 

Já o Conilon e o Robusta, descoberto anos depois no mesmo continente, englobam por completo a variedade que vem da planta Coffea canephora. Ainda, ela tem origem nas regiões do Congo e Guiné, que situam-se na África Central.

Como é a produção dos grãos desta espécie

Este tipo de grão é muito comum no mercado mundial por ser de fácil plantio. Assim, suas produções são de menores custos e as plantações ocupam espaços consideráveis. Por isso, há uma grande quantidade de frutos como resultado final.

As lavouras podem ser plantadas a até 800 metros, ou seja, a espécie não precisa de grandes alturas para crescer. Ainda, a planta é muito resistente a pragas e não demanda tanta atenção e cuidados.

Seus frutos demoram um pouco menos de um ano para maturar e rendem bastante. Além disso, desenvolve-se bem em climas mais quentes. Em resumo, todos esses fatores contribuem para um cultivo mais fácil e mais barato.

As diferenças entre o café Conilon e o Arábica

Há muitas distinções entre as duas espécies e estas vão desde o plantio até o sabor do produto final. Então, para entender melhor o que as difere, conheça alguns traços da coffea arábica:

  • Ela tem o dobro de cromossomos, por isso, possui mais nuances e sabores;
  • Tem duas vezes menos cafeína e em média, 50% mais açúcar;
  • Seu plantio é feito acima do nível do mar e demanda muitos cuidados;
  • Não rende muitos frutos;
  • Apesar de possuir um cultivo difícil, é a mais produzida no mundo;

Entenda os sabores de cada um

O Arábica leva a reputação de café gourmet por ter nuances e sabores complexos. Ainda, ele é responsável por bebidas doces e suaves. Já o café Conilon gera um produto mais forte e amargo, aquele tipo de cafézinho que a maioria possui em casa.

Apesar de ser visto como uma espécie que produz um grão de menor qualidade, novas técnicas e sabores têm mudado este ponto. Além disso, ele é a opção mais usada para a produção do café solúvel, também chamado de liofilizado.

Compreenda a evolução do café Conilon

Um fator que gerou a espécie de baixa qualidade, como este é visto hoje em sua maioria, foi a falta do manejo correto. Assim, isso ocorreu por causa do desejo de obter uma renda mais rápida nos intervalos do plantio da espécie Arábica.

Os produtores, então, colhiam os frutos fora do tempo, não realizavam a secagem adequada e torravam os grãos em extremo. O que gerava uma bebida muito amarga e inferior.

Com os avanços do estudos na área, houve a descoberta de que é possível sim, abrir espaço para uma produção especial do produto. Assim, como acontece com o coffea arábica, variedades de maior qualidade já estão no mercado.

Descubra o sabor que a modernidade pode trazer para a bebida

O sabor antes amargo passa a dar espaço para um toque mais doce, que equilibra bem a bebida. Ainda, esta ganha tons frutais, florais e até toques do querido cacau. Enfim, tudo isso acontece em solo nacional.

A história do café Conilon está longe de acabar, avança cada vez mais e alcança ótimos resultados. Agora, basta decidir se o seu gosto prefere o suave ou o sabor marcante desta tão querida bebida.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.