Degustação de café: entenda como funciona

A degustação de café é uma prática muito comum na indústria. Afinal, é uma forma de identificar, medir e controlar a qualidade da bebida. Assim, podem classificar cada tipo de grão e quais os usos ideais.

Neste artigo, entenda como funciona a degustação, como se dá a classificação e quem pode participar disso. Aliás, você pode fazer na sua casa e verá dicas do que é preciso para isso.

Degustação de café é trabalho?

Assim como quem prova vinho, chocolate ou bebidas, a degustação de café também é um processo sério. Por isso, requer que alguns processos sejam feitos para que tenha uma boa classificação.

Há degustadores que trabalham nesta área. Então, atendem empresas para que possam avaliar e classificar os produtos. Sempre em busca de uma bebida de qualidade para os clientes.

Harmonização

O degustador também é responsável por ajudar na harmonização, ou seja, ele indica o que mais combina com determinado café. Isso é muito importante para a indústria e também restaurantes.

Como é feita a degustação de café

A degustação de café é um processo que segue etapas e regras. Afinal, é um momento de avaliação e todos os detalhes do grão e da bebida devem ser analisados. 

Para que isso aconteça, as amostras são torradas e a prova da xícara é feita. Assim, deposita-se o pó, entre 7 e 10 gramas, em um recipiente de 150ml. Em seguida, o degustador sente o aroma dos grãos recém moídos.

Com isso, ele pode avaliar a fragrância do produto e ter suas primeiras impressões. Depois disso, é feita a infusão com 100ml de água quente durante 3 minutos. Por fim, se usa uma concha específica para misturar a bebida e tirar qualquer resíduo.

Neste momento, o degustador cheira novamente a bebida e verifica o odor que é exalado. Então, para finalizar, ele pega com a concha um pouco do líquido e deixa na boca de três a cinco segundos.

Ele não deve engolir, porque apenas o tempo de permanência é suficiente para a análise. Dessa forma, ele pode ter diversas sensações, como:

  • Doce;
  • Salgado;
  • Ácido;
  • Amargo.

Classificação da bebida

O objetivo principal da degustação de café é a classificação do café. Seja para a comercialização ou consumo. Assim, os principais tipos de definição para a bebida são:

  • Estritamente mole: aroma agradável, suave e doce. Aliás, pode ser ingerida sem adição de açúcar;
  • Rio: possui um aroma químico e medicinal;
  • Mole: é um pouco menos intensa que a anterior;
  • Apenas mole: levemente doce e suave;
  • Riada: leve aroma e sabor químico;
  • Dura: apresenta um travo na língua, com uma sensação de adstringência;
  • Rio zona: o aroma e sabor químico e medicinal é muito presente.

Metodologia SCA

Há também uma classificação de cafés especiais. Assim, eles recebem uma pontuação que separa seus melhores usos e fins. Por exemplo:

  • 85 pontos ou mais: bebida estritamente mole e são os cafés especiais;
  • 84 a 80 pontos: bebida mole;
  • 79 a 75 pontos: apenas mole e são os cafés comerciais finos;
  • 74 a 71 pontos: café duro limpo, que são os comerciais.

Com a classificação feita, a bebida está pronta para ser consumida ou vendida. Mas, lembre-se que isso deve ser feito por um profissional.

Faça uma degustação de café em sua casa

Agora que sabe como é feita a degustação de café você pode reproduzir em sua casa. Então, não esqueça de sentir o aroma e identificar os sabores. Certamente vai mudar a sua forma de ver e apreciar a bebida.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.