Café pingado: o que é e como fazer?

Café pingado: o que é e como fazer?

O café pingado é uma expressão típica do Brasil para designar uma combinação comum com leite. Apesar de parecer simples, a receita ideal divide opiniões e a questão é levada a sério por quem aprecia essa bebida todos os dias.

O que é o café pingado?

A versão mais tradicional do café pingado leva um copo de leite com uma pequena quantidade de café. Com isso, o amargor do grão fica menos evidente, o que é ideal para quem prefere um sabor mais suave.

Nas padarias mais tradicionais, ele é servido em um copo americano transparente, que traz um ar rústico. Ele tem uma coloração mais suave, uma vez que a proporção do leite é maior do que a do café preto.

Em outros locais, no entanto, é comum ver o inverso, ou seja, o pingado com mais café e um pouco de leite. O resultado é uma bebida mais escura e com sabor mais intenso, mas que ganha um pouco da doçura, graças à lactose.

Café pingado: o que é e como fazer?
O café pingado é uma receita clássica muito comum nas padarias acompanhado de pão na chapa. Imagem do Freepik

Qual a diferença entre café pingado e café com leite?

O café pingado e o com leite, apesar de terem os mesmos ingredientes, diferem na proporção entre eles. Assim, como o nome sugere, vão apenas alguns pingos do líquido vindo do grão para saborizar e adicionar uma dose de cafeína à bebida.

Em algumas regiões podem ser vistas variações, como o pingado claro ou escuro conforme o volume de café. Também é comum encontrar nas padarias a média, que é uma receita com os mesmos ingredientes, mas em igual proporção.

Uma bebida versátil

Há muitas versões da receita tradicional, cada uma com um toque regional ou com uma adaptação de acordo com a necessidade. Para quem tem intolerância à lactose, por exemplo, é possível preparar com leite vegetal, como o de soja ou de amêndoas.

Já para quem é mais sensível à cafeína, mas não abre mão do sabor, uma opção é usar o café descafeinado no preparo.

Para uma bebida mais encorpada, muitas cafeterias costumam vaporizar o leite nas máquinas de expresso para esquentar e também formar uma espuma por cima.

Onde surgiu a expressão café pingado?

O termo café pingado é muito comum no Estado de São Paulo, mas não se sabe precisar quando e onde surgiu. Mesmo assim, é um item quase obrigatório nas mais antigas padarias paulistanas, sempre acompanhado do pão na chapa.

Em outros locais, como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná também não é difícil encontrar essa opção no cardápio. E o melhor é que se pode pedir um pingado a qualquer hora do dia. 

Como preparar um café pingado tradicional?

Para fazer o café pingado, o ideal é usar o café fresco e o leite integral, e adicionar aos poucos até chegar à tonalidade caramelo claro. Embora não seja o mais indicado, também é possível usar o desnatado, que tem menos gordura e não altera o sabor.

Movimento pró-pingado

Essa iniciativa surgiu em meados de 2010, de uma forma divertida a fim de resgatar o modo de preparo mais tradicional. Para isso, estabeleceu alguns pontos essenciais para obter um resultado digno das cafeterias mais famosas do mundo, dentre eles:

  • usar um café de boa qualidade;
  • observar o modo de preparo correto, bem como a quantidade de água;
  • preparar, de preferência, o café na hora;
  • usar leite fresco e evitar reaquecer para não perder suas características.

Os defensores da receita típica brasileira também preferem que seja servido no copo americano, ao invés de tentar inovar com xícaras ou copos altos.

Adoçar ou não o pingado?

O leite no pingado já cumpre a função de amenizar o sabor amargo do café, por isso, o melhor é não adicionar mais açúcar. Porém, caso ainda assim prefira um pouco mais doce, o ideal é adoçar apenas após misturar os dois ingredientes principais. 

Isso evita que o açúcar caramelize ao ser aquecido na água do café e com isso altere o resultado da bebida. Outra opção é usar o adoçante líquido ou em pó após pronto, o que reduz também as calorias finais.

Quais os acompanhamentos ideais para a bebida?

O mais comum é o pingado com pão na chapa, feito com requeijão, que forma uma superfície crocante. Juntos, os dois formam uma refeição saborosa para iniciar o dia ou mesmo para dar energia no meio da tarde.

Alguns adeptos costumam molhar o pão no café com leite antes de comer, para integrar ainda mais os sabores. Além dessa opção, outros alimentos que podem combinar com a receita são:

  • misto quente;
  • bolos caseiros, como o de fubá, por exemplo;
  • tortas doces ou salgadas;
  • pão de queijo.
Café pingado: o que é e como fazer?
O café pingado é uma boa opção para o café da manhã ou mesmo para um lanche no meio da tarde. Imagem de Laura Johnston no Unsplash

Como fazer o café pingado com expresso?

Para fazer o café pingado com expresso, o processo é o mesmo, mas é preciso dosar a quantidade porque ele é mais forte do que o coado. Uma sugestão é diluir um pouco depois do preparo, como se faz com o carioca.

Para cada 20 ou 30 ml de café expresso normal, adiciona-se 15 ml de água quente, mas não fervente. Depois, é só seguir com a receita normal e adicionar a mistura no leite para obter o pingado.

A Bicafé possui cápsulas para fazer o café pingado?

Na loja Bicafé é possível comprar cápsulas para fazer o café pingado de forma rápida, basta preparar e adicionar no leite. Uma das vantagens é que o cliente pode escolher entre diferentes intensidades, sabores e graus de torra, como as opções:

  • expresso;
  • ristretto;
  • descafeinado;
  • cafés especiais.

Ao preparar o café em cápsulas, se obtém a quantidade ideal para o consumo imediato, o que evita desperdício. Afinal, uma das diretrizes para um pingado de qualidade é usar o ingrediente fresco, recém preparado.

Além das cápsulas, com opções compatíveis com cafeteiras Dolce Gusto®, Nespresso® e Delta Q®, a Bicafé também trabalha com o café em grão. Assim, também fornece para aqueles que possuem máquinas de café em escritórios ou comércio.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.