Café espresso, conheça suas propriedades irresistíveis

O café espresso é um dos mais fortes e encorpados. Além disso, seu consumo tem se tornado cada vez mais popular, principalmente, devido às cápsulas da bebida. Por isso, vale a pena conhecer sua origem e suas características.

É inegável o quanto ele é saboroso e intenso. Então, confira também a marca que produz diversos tipos de café, incluindo o espresso. Com certeza, você vai apreciar seu sabor, aroma e textura.

A origem do café espresso

O expresso demorou um pouco para ser descoberto, enquanto o grão surgiu no século V. Dessa forma, sua criação aconteceu apenas em 1901 na Itália. Já seu autor foi Luigi Bezzera.

Por meio de Achille Gaggia, que essa bebida ganhou fama mundial. Aliás, ele foi o primeiro a patentear a máquina de espresso. Onde o pó de café era comprimido para que a água quente o transformasse nessa bebida.

Hoje em dia, muitas pessoas têm esse modelo em casa. Portanto, podem usufruir a hora que quiserem. No entanto, há cerca de duas décadas atrás, o expresso era consumido apenas nos estabelecimentos chiques das cidades.

Com o passar do tempo e o aumento da popularidade, ele acabou se tornando um dos favoritos do brasileiro também. Tanto pelo seu sabor, quanto pelo seu aroma.

Diferenças entre o café espresso e o coado

Em uma máquina própria para essa finalidade, os grãos são transformados em pó. A partir disso, eles são compactados e a água quente finaliza o processo.

As diferenças entre o expresso e o coado são várias. Logo, a primeira delas diz respeito à fervura. Pois, no primeiro a água fica a exatos 90 ºC. Por outro lado, no segundo varia entre 90 e 95 ºC.

Por esse e outros motivos, o expresso tem um gosto e aroma mais intensos do que o coado. Além disso, eles diferem em outras características também, confira a seguir.

Espresso tem sabor e aroma mais marcante

O sabor acentuado do expresso se deve a alta pressão com que a água atinge o pó. Dessa maneira, os óleos essenciais presentes no grão são melhor aproveitados, resultando em um café mais encorpado.

Café espresso possui menos cafeína que o coado

O tempo de contato do grão com a água na máquina é de cerca de trinta segundos. Logo, a cafeína extraída dele é muito inferior que a do coado.

Para se ter uma ideia, em uma xícara de espresso há entre 90 a 200 mg de cafeína. Enquanto no coado, encontra-se de 150 a 300 mg da mesma.

Quem é fã de um cafezinho, mas é mais sensível a esse componente, é mais vantajoso optar pelo expresso. Afinal, o gosto também compensa bastante.

A crema de um bom espresso

Ela é aquela espuma cremosa que fica sobre a bebida. Assim, o que muitos não sabem, é que ela é muito importante para:

  • Ajudar a manter a temperatura do café;
  • Preservar o aroma por mais tempo.

Ali também fica reservada uma quantidade natural de açúcar, vinda dos próprios grãos. Em geral, sua cor fica no tom da avelã. Por fim, agora você conheceu melhor o que é um café espresso de qualidade, só falta experimentar.

Conheça as cápsulas Bicafé dessa bebida, para um sabor intenso e aromático. Aliás, elas são perfeitamente compatíveis com máquinas *Nescafé® Dolce Gusto®.

*Essa marca pertence a terceiros, portanto, não possui ligação com a Bicafé.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.