Aroma de café: saiba porque essa bebida conquista adeptos e impacta o emocional

O aroma de café se espalha pelo ar e é inconfundível, além disso, ele é capaz de impactar o emocional, trazendo uma boa sensação e energia. Em resumo, a memória olfativa de quem é amante de café, sem dúvida, é afetada por esse cheiro.

O aroma de café

Antes de tudo, o aroma é feito de compostos químicos voláteis que são exalados após a torra. Assim, o cheiro depende de como ele foi cultivado, torrado e até mesmo do solo em que a planta foi cultivada.

Baristas e estudantes da arte do café criaram a roda de sabores, na qual é possível caracterizar as notas que o grão exala. Assim, ele pode ter sabores e aromas diversos Ainda que  seja comum sentir um ou outro cheiro mais marcante, por exemplo:

  • Enzimáticos: maçã, damasco, frutas vermelhas;
  • Caramelização: nozes, caramelo, chocolate, mel e baunilha;
  • Destilação seca durante Pirólise: massa, bolo, pão;
  • Fase final da destilação seca: cravo,pimenta do reino, eucalipto.

Cada um possui, então, uma nota olfativa que se sente com mais facilidade. Os enzimáticos são mais voláteis, ou seja, soltam mais as notas e por isso é mais fácil distinguir.

Um grão cheio de aromas

No processo de torra em que o aroma de café é caracterizado, é uma surpresa o que o grão vai exalar. Assim, os baristas mais experientes catalogam o café arábica em busca de um padrão ou de um novo aroma. 

Foto: O aroma de café cria boas memórias afetivas.

Paixão nacional pelo aroma de café

De antemão, até mesmo quem não gosta do sabor da bebida, quando sente o aroma de café tem alguma lembrança afetiva que mexe no emocional. Afinal, o café para os brasileiros é tão importante, que muitos criam laços afetivos com o seu cheiro e  sabor.

O café permeia a história da vida de muitas famílias atuais e de seus antepassados. Isso advém do cultivo do grão e mesmo que atualmente não vivam da cultura, ainda assim, são apaixonados pelo cheiro e sabor.

O que influencia no aroma de café?

Embora o café mais consumido seja do tipo arábica, nessa qualidade pode haver diversas nuances, gostos e cheiros. Afinal, há diversos fatores que influenciam o aroma, por exemplo:

  • Clima da região de plantio;
  • Tipo de solo;
  • Modo de torra.

Outro ponto que se deve observar, além dos detalhados, é a formas de cultivo e preparo. Em resumo, tudo isso se revela no aroma e sabor do café.

Cuidados com o café

A princípio, após aberto o ideal é fechar muito bem a embalagem para que ele não oxide. Em pó ou em grão, ele precisa estar bem vedado, para não haver modificação no sabor.

Isso ocorre quando ele entra em contato com o ar, por isso, algumas pessoas possuem o hábito de guardá-lo após aberto na geladeira, porém, não é algo recomendado.

O mesmo não acontece com a cápsula, afinal, assim que é aberta, a quantia correta é feita e já pode ser descartada. Aliás, já criaram vários tipos de artesanato com as cápsulas vazias, reciclando, assim, o material que iria ao lixo.

Afinal quem faz a análise sensorial do café?

O profissional que estuda a questão de sabores e aromas de café é o Q-Grader, ou em outras palavras é um degustador de café. Parece diferente, mas essa profissão já existe a algum tempo.

Para ser um Q-Grader é preciso, antes de tudo, estudar os tipos de grãos, além de treinar o olfato e o paladar. Parece fácil tomar várias xícaras por dia, mas é uma grande responsabilidade, pois esse resultado influencia o valor que a bebida terá no mercado.

O café e a lembrança de lanche da manhã ou tarde

Mesmo que seja uma experiência interessante entender de sabores e tipos, no dia a dia a correria faz com que se opte pelo prático. Atualmente, o melhor, mais rápido e que preserva o sabor e cheiro do café é a cápsula. Além disso, durante o preparo já é possível:

Fora isso, com a praticidade, dá para variar, um dia experimentar uma bebida mais encorpada, no outro dia mais frio com chocolate. A ordem é aproveitar o que a bebida tem de melhor e criar novas lembranças afetivas com qualidade e diversidade.

E para os que não gostam de café?

Antes de tudo, é uma delícia ser livre para escolher o sabor que mais lhe agrada e  oferecer para as visitas  também. Compartilhar um bom momento com os amigos, beber o que gosta é uma experiência que a bebida oferece. Dessa forma, há opções para os que não gostam:

  • Hibisco e maçã;
  • Camomila;
  • Capim cidreira;
  • Limão e gengibre;
  • Erva doce.

Além da versão Chai Tea Latte, que nada mais é que o chá com leite, é uma boa combinação para os dias de frio.

Café remete a memória para um local

Desde que iniciou o comércio de cápsulas, foram inventadas formas de colocá-las na cozinha, à vista, elas além de pequenas e práticas tornam o local um charme por conta da variedade de cores que possuem. Há porta cápsulas de várias formas, por exemplo:

  • Acrílico;
  • Madeira;
  • Vidro.

O que deixa o cantinho do café um charme à parte, para receber bem, ou um momento de descanso durante um dia cansativo e assim ajudar no emocional. Escolha um sabor e em minutos estará pronto.

Fora isso, muita gente associa o cheiro de café a uma casa em que morou ou a um familiar. Afinal, essa é a bebida mais servida em muitas recepções e muitos o preparam de forma única.

Vários tipos de café remetem ao acolhimento

Como tudo na vida evolui, com o mercado do café não foi diferente. A única coisa que permanece igual é a paixão nacional pela bebida e pelo aroma do café, que ultrapassa gerações.

A variedade é boa para quem gosta de testar sabores diferentes, para aqueles que enjoam rápido, ou até mesmo querem servir aos convidados várias opções. Por isso, tem diversos sabores, por exemplo:

  • Latte;
  • Macchiato;
  • Expresso;
  • Capuccino.

Por fim, escolha a bebida à base de leite, chás, ou até mesmo o tradicional expresso para assim é possível agradar a todos os convidados. Além disso, oferecer mais de uma opção faz a pessoa se sentir mais acolhida em sua casa.

Foto: O aroma de café também previne a depressão.

Aroma de café e as emoções

Antes de tudo, sabe-se que o aroma do café é inconfundível e especial. Pesquisas revelam que apenas ele é capaz de despertar o cérebro como um sinal de alerta. Isso ocorre porque o cérebro associa o cheiro à cafeína, substância capaz de animar e aumentar a energia.

Como o aroma de café impacta o emocional?

O café é capaz de animar e dar disposição, graças à cafeína. Assim, ela é bem-vinda quando é preciso ficar em alerta para estudar ou atividades que precisam ter foco.

Fora isso, pesquisas mostram que o aroma do café ajuda a sentir uma sensação de bem-estar e felicidade. Assim, ele é um ótimo aliado para quem quer prevenir a depressão.

Lembrança afetiva

Alguns cheiros específicos têm a capacidade de resgatar emoções, ou seja, boas sensações. É o que acontece quando se sente  o cheiro de café na xícara ou durante o preparo. Além disso, ele pode remeter a vários momentos bons:

  • Casa da avó;
  • Bolo saindo do forno;
  • Receber ou visitar amigos em casa.

Por isso, é uma bebida com tantos apreciadores que conectam a bebida aos momentos bons. Não é à toa que há tantos apaixonados por café pelo mundo, afinal, ele acompanha boa parte da rotina delas.

Conheça a Bicafé

A Bicafé é uma empresa que vende várias opções de café em cápsula para quem é amante da bebida ou deseja presentear um deles. Então, conheça a loja e escolha o que mais agradar o paladar para criar boas lembranças afetivas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.